sábado, 4 de junho de 2011

A.H.quele A.H.mor de sempre

Escorrega pela minha língua, que faz um movimento tenso e venenoso, seduzindo o que são só palavras mas buscam você. Se fosse apenas sexo. Mas é amor. Tocado diversas vezes. Em diversos estilos. De diversas partidas. Por diversos meios. Por diversos anos. Para um único fim. O próprio amor.


(com todo amor, ao meu companheiro, Antonio Humberto)

Nenhum comentário:

Postar um comentário